GLOSSÁRIO BIZANTINO

Algumas palavras e expressões ligadas à arquitetura e a arte bizantina em geral

 

Agros: terreno cultivado

 

Anthypatos: procónsul.

Asekretis: administrador da chancelaria imperial.

Basílicas: tratado jurídico de Basilio I e León VI.

Cenobitismo: vida comunitária dos monges, generalmente em um monastério.

Clasmática: terra fora do chorion confiscada pelo Estado ao proprietário que não pagou o imposto.

Cronografia: crônica anual que começava pela criação do mundo.

Charistiké: sistema pelo qual se põe na mão de laicos (charistikarios) os mosteiros em mal estado para sua restauração, e de cujas rendas essa pessoas se beneficiam temporariamente.

Chorion: comuna fiscal.

Diataxis: estatuto da fundação de um mosteiro.

Doméstikos scholae: mando principal dos tágmatas.

Dromo: correio imperial. (responsável pela difusão de ordens e notícias)

Drungário: comandante da armada, generalmente um mercenário.

Dunatoi: homem poderoso economicamente ou com um cargo muito alto.

Duque: comandante militar na fronteira.

Ekkritoi: alunos mais inteligentes que ensinavam os menores.

Ekloga: resumo do código justiniano, editado por Leão III.

Epanagoge: Introdução. Também nome da entrada das Basílicas.

Eremitismo: estado do monge isolado do mundo.

Ergasterion: oficina de artesanato.

Estratiotikon: escritório do exército.

Genikon: escritório das finanças centrais do Estado.

Giróvago: monge errante.

Hypatos: cónsul.

Iconoclasta: destruidor de imagens,por considerar idolatria o culto das imágens e ícones.

Iconódulo: partidário do culto às imagens.

Idikon: escritório das finaças privadas do emperador. Também chamado Eidikon.

Kapnikon: imposto pessoal sobre a moradia.

Kastron: praça forte.

Katepanos: comandante militar em uma fronteira.

Keration: 1/2 milliaresion.

Komerchion: taxa de 10% sobre importações, exportações e circulação de mercadorias.

Krités: juiz, principal funcionário civil do thema.

Logoteta: diretor de um Sekreton.

Magistros: mestro de ofícios.

Magnaura: palácio de Constantinopla.

Maistor: professor do ensino secundário.

Mandatore: mensageiro.

Metochion: mosteiro dependente de outro em matéria econômica e religiosa.

Metrópoli: capital de uma província eclesiástica.

Metropolita: o bispo titular de uma metrópoli.

Milliaresion: moeda de prata bizantina.

Nomisma: moeda de ouro bizantina.

Novela: nova lei.

Paidéia: ensino secundário.

Parakoimomenos: mordomo de palácio.

Pareco: camponês que arrenda a terra em que trabalha.

Patriarca: título dado aos bispos de Antioquia, Alexandria, Constantinopla e Jerusalém.

Pavés: grande escudo sobre o qual os soldados levam o novo imperador.

Penetai: pessoas pobres economicamente falando.

Porfirogéneta: criança nascida de uma imperatriz (herdeiro ao trono de Bizâncio, sendo menino). (significa também ter nascido na Porphyra.)

Porphyra: púrpura. Também designava a sala do palácio decorada com mármore vermelho, reservada para os nascimentos imperiais.

Proasteion: território que possuía um grande latifundiário que não residia no mesmo.

Procheiron: manual de direito para preparar as basílicas.

Proedros: mão direita do imperador.

Pronoia: trasnferência a uma pessoa de parte de uma obrigação pública (por exemplo: arrecadação de impostos) outra definição: tutela de uma obrigação pública.

Propaideia: instrução primária.

Proskynesis: ato de prostrar-se perante o imperador.

Protoasekretis: chefe da chancelaria imperial.

Protonotario: assistente do logoteta.

Protospathario: primeiro porta-espada.

Roga: salário de funcionário, soldado ou dignatário.

Scriptorium: oficina onde se copiam os manuscritos.

Scholi: anotações do leitor, em muitos casos bem interessantes.

Sekreta: escritório da administração central.

Sekreticos: chefe do serviço interno de um sekreton.

Sólidus: nomisma.

Spathario: porta-espada.

Strategos: governador de um thema.

Strateia: serviço militar. Também relativo a qualquer serviço público.

Stratiota: camponês proprietário que proporciona um soldado ao exército de um thema, obtendo proteção e redução de impostos.

Tagmata: contingente do exército central, geralmente mercenários.

Taktika: tratado sobre as dignidades e funções.

Telos: imposto sobre a terra.

Tetarteron: moeda do século X em diante, de menos valor que o nomisma.

Thema: território governado por um strategos encarregado da administração civil e militar.
Themata: contingente do exército dos themas.

Tipukeitos: índice detalhado das basílicas.

Typikon: carta de fundação de um mosteiro, com sua correspondente norma interna.

Uncial: escritura com letras maiúsculas.

Varegos: gente nórdica.

Zelota: partidário fanático por uma causa.


Fonte:

Bizancio!

http://www.imperiobizantino.com