Sir Arthur Conan Doyle

Conan DoyleSir Arthur Conan Doyle (1859 – 1930), criador do mais famoso detetive do mundo, Sherlock Holmes, e autor de suas sessenta histórias, nasceu em Edimburgo no dia 22 de Maio de 1859. Filho de Charles Doyle, pintor casual de descendência Irlandesa, e Mary Foley Doyle, também de parentesco irlandês.

Em Outubro de 1876, Conan Doyle ingressou na Universidade de Edimburgo a fim de formar-se em medicina. Foi lá que conheceu o Dr. Joseph Bell, cirurgião do Hospital de Edimburgo e professor na Universidade, cujos surpreendentes métodos de dedução e análise serviram de grande inspiração na futura criação de seu detetive. De maneira similar a Holmes, o Dr. Bell explicava os sintomas de seus pacientes, até mesmo contava-lhes detalhes de suas vidas, antes que eles pronunciassem uma palavra sequer.

Incentivado pelos conselhos de um amigo, que mencionara como suas cartas eram expressivas, Conan Doyle percebeu que algum dinheiro poderia ser efeito fora do campo medicinal. Foi então que ele escreveu sua primeira história, “O Mistério de Sassassa Valley”, publicada, anonimamente, por míseros três guinéus no Chamber’s Journal, em 1879. O conto revela sua precoce idéia da aparição de uma “besta demoníaca”, tema que ele mais tarde explorou na mais famosa história de Sherlock Holmes, “O Cão dos Baskervilles”.

Foi nas horas de ócio em seu consultório médico que Doyle começou a esboçar o que mais tarde seria seu detetive. Inspirado em Gaboriau, no detetive Dupin, de Poe, e logicamente, no seu tutor Joseph Bell, Conan Doyle criou a primeira versão do que seria o detetive que conhecemos hoje – um tal de Sherringford Holmes, posteriormente Sherlock Holmes.

Depois de muitas tentativas e frustrações, Doyle conseguiu que sua primeira história estrelando o detetive e seu escudeiro Watson fosse publicada. “Um Estudo em Vermelho” apareceu na Beeton’s Christmas Annual, em 1887. A boa aceitação do público levou-o a escrever sua segunda história de Holmes, o “Signo dos Quatro”. O detetive começava a chamar a atenção, atraindo aos poucos o que se tornariam mais tarde fiéis leitores.

Nos intervalos das histórias do detetive, Doyle dedicou-se a obras “mais sérias”, mais apreciadas pelo escritor, como “A Companhia Branca”, “As Façanhas do Brigadeiro Gerard” e “Micah Clarke”. Esse último, um grande sucesso. Doyle acabou, assim, abandonando a medicina para seguir definitivamente a carreira literária.

As histórias de Sherlock Holmes tornavam-se mais e mais populares, obrigando Conan Doyle a continuar criando casos para seu detetive. E quanto mais vezes o detetive expunha suas habilidades para o público estupefato, mais as outras obras de Doyle tornavam-se obscurecidas. Em 1891, escreveu à sua mãe: “Tenho pensado em matar Holmes… e livrar-me dele para sempre. Ele mantém minha mente afastada de coisas melhores”.

A idéia de acabar com Holmes permanecera com Doyle, e durante sua visita à Suíça, em 1893, conheceu as cataratas Reichenbach, local que escolheu como palco para o encontro fatal entre Holmes e o Professor Moriarty. Pretendia, assim, pôr um fim às histórias de Holmes e dar espaço às suas obras mais clássicas.

Para a grande surpresa de Doyle, a morte de Sherlock Holmes, publicada em 1893 no caso “O Problema Final”, chocou milhares de pessoas de todos os cantos do mundo. Muitos marcharam em luto pelas ruas de Londres, em protesto. O público não se conformava e clamava pela volta do detetive.

Assim, em meio a um turbilhão de protestos e insultos, Doyle foi obrigado a ressuscitar seu detetive no caso “A Casa Vazia”, em 1903. Era a prova de que a criatura tornara-se mais forte do que o criador. Sherlock Holmes tinha tornado-se imortal.

No final de 1899, o conflito iminente entre a Inglaterra e a África do Sul deu a Doyle, um fervoroso patriota, a possibilidade de auxiliar seu país. Conseguiu a supervisão de um hospital estabelecido na África, onde tomou posto em 1900.

Juntamente com a guerra, veio de todo o mundo um surto de críticas contra a conduta do Império Britânico. Coube a Doyle defender os interesses de sua pátria, no panfleto amplamente traduzido “A Guerra na África do Sul: Suas Causas e Conduta”.

Pelos seus esforços na defesa dos interesses de seu país, Conan Doyle recebeu, em 1902, o título de nobreza do Império. Passou, então, a portar o soberbo título Sir antecedendo seu nome.

Em 1912, Doyle introduziu ao mundo da literatura o célebre Professor Challenger, de “O Mundo Perdido”, um conto sobre o renascimento da pré-história num lugar remoto da América do Sul.

Em seus últimos anos de vida, Conan Doyle dedicou-se ao estudo aprofundado do espiritismo, assunto sobre o qual escreveu exaustivamente. O espiritismo tornou-se uma religião para ele, e o levou a promover palestras em vários países, como a Austrália e África do Sul. Em 1922, declarou que a famosa foto das fadas de Cottingley era autêntica.

Morreu em 7 de Julho de 1930, debilitado por um ataque cardíaco que o afligira meses atrás.


OBRAS

Romances sobre Sherlock Holmes:

1887 – Um Estudo em Vermelho
1890 – O signo doa quatro
1902 – O Cão dos Baskervilles
1915 – O Vale do Medo

Sherlock Holmes coletânea de contos:

1892 – As Aventuras de Sherlock Holmes
1894 – As Memórias de Sherlock Holmes
1905 – A Volta de Sherlock Holmes
1917 – Seu Último Adeus
1927 – O livro de casos de Sherlock Holmes
1928 – Coleção completa de histórias de Sherlock Holmes

Histórias do Professor Challenger:

1912 – The Lost World
1913 – The Poison Belt
1926 – The Land of Mist
1927 – The Disintegration Machine
1928 – When The World Screamed
1952 – The Professor Challenger Stories

Ensaios

1893 – Jane Annie or the Good Conduct prize (with J.M. Barrie)
1895 – A Question of Diplomacy
1899 – Brothers
1903 – A Duet. A Duologue
1907 – The Story of Waterloo
1909 – The Fires of Fate
1910 – Brigadier Gerard
1912 – A Pot of Caviare
1912 – The Dramatic Works of Arthur Conan Doyle
1912 – The Speckled Band
1912 – The House of Temperley
1922 – Sherlock Holmes (with William Gillette)

Panfletos:

1902 – The War in South Africa: Its Cause and Conduct
1907 – The Case of Mr. George Edalji
1912 – The Case of Oscar Slater
1914 – In Quest of Truth
1914 – To Arms!
1914 – Great Britain and the Next War
1915 – The Treatment of our Prisoners
1920 – Our Reply to the Cleric
1920 – A Debate with Dr. Joseph McCabe
1920 – Spiritualism and Rationalism
1925 – The Early Christian Church and Modern Spiritualism
1925 – Psychic Experiences (reprint)

Ficção:

1879 – The Mistery of Sasassa Valley
1885 – The Surgeon of Gaster Fell
1889 – Micah Clarke, his statement as made to his three grandchildren
1889 – The Mystery of Cloomber
1889 – Mysteries and Adventures
1890 – The Captain of the Polestar and other tales
1890 – The Firm of Girdlestone: A Romance of the Unromantic
1891 – The White Company
1892 – The Doings of Raffles Haw
1892 – The Great Shadow
1892 – Beyond the City
1893 – The Gully of Bluemansdyke (reissue of Mysteries and Adventures 1889)
1893 – The Refugees. A Tale of Two Continents
1894 – An Actor’s Duel and The Winning Shot
1894 – The Parasite
1894 – Round the Red Lamp: Being Facts and Fancies of a Medical Life
1895 – The Stark Munro Letters
1896 – The Exploits of Brigadier Gerard
1896 – Rodney Stone
1896 – Uncle Bernac: A Memory of the Empire
1898 – The Tragedy of Korosko
1899 – A Duet, with an Occasional Chorus
1900 – The Croxley Master
1900 – The Green Flag and Other Stories of War and Sport
1901 – Strange Studies from Life
1903 – The Adventures of Gerard
1906 – Sir Nigel
1908 – Round the Fire Stories
1911 – The Last Galley: Impressions and Tales
1918 – Danger! and Other Stories
1922 – Tales of Long Ago
1922 – Tales of Pirates and Blue Water
1922 – Tales of Adventure and Medical Life
1922 – Tales of Terror and Mystery
1922 – Tales of Twilight and the Unseen
1922 – Tales of the Ring and Camp / The Croxley Master and Other Tales of the Ring and Camp
1928 – The Dreamers
1929 – The Maracot Deep and Other Stories
1929 – The Conan Doyle Stories
1931 – The Conan Doyle Historical Romances I (Includes:The White Company, Sir Nigel, Micah Clarke and Refugees)
1932 – The Conan Doyle Historical Romances II (Includes: Rodney Stone, Uncle Bernac, The Exploits of Gerard and The Adventures of Gerard)
1934,47 – The Field Bazaar (Private Printings)
1958 – The Crown Diamond (Private Printing)

Verso:

1898 – Songs of Action
1911 – Songs of the Road
1919 – The Guards Came Through and Other Poems
1922 – The Poems of Arthur Conan Doyle. Collected edition

Escritos sobre Guerra, Política e Espiritualismo:

1900 – The Great Boer War
1901 – The Immortal Memory
1905 – The Fiscal Question
1906 – An Incursion into Diplomacy
1907 – Through the Magic Door [Essays on books.]
1909 – The Crime of the Congo
1909 – Divorce Law Reform: An Essay
1911 – Why He is Now in Favour of Home Rule
1914 – The German War
1914 – Civilian National Reserve
1914 – The World War Conspiracy
1914 – The German War
1915 – Western Wanderings
1915 – The Outlook on the War
1916 – An Appreciation of Sir John French
1916 – A Visit to Three Fronts
1916 – The British Campaign in France and Flanders, 1914-1918
1917 – Supremacy of the British Soldier
1918 – Life After Death (A Form Letter)
1918 – The New Revelation: or, What Is Spiritualism?
1919 – The Vital Message
1922 – Spiritualism-Some Straight Questions and Direct Answers
1921 – The Wanderings of a Spiritualist
1922 – The Case for Spirit Photography (with others)
1922 – The Coming of the Fairies
1923 – Our American Adventure
1923 – Three of them. A Reminiscence
1924 – Memoirs and Adventures
1924 – Our Second American Adventure
1924 – The Spiritualists Reader (Editor)
1924 – Leon Denis: The Mystery of Joan of Arc (Translator)
1926 – The History of Spiritualism 2 vol.
1927 – Pheneas Speaks. Direct Spirit Communications
1928 – A Word of Warning
1928 – What does Spiritualism actually Teach and Stand for?
1929 – An Open Letter to those of my Generation
1929 – Our African Winter
1929 – The Roman Catholic Church. A rejoinder.
1930 – [A Form Letter]
1930 – [A Second Form Letter]
1930 – The Edge of the Unknown


FONTES

Bibliografia

Aventuras Inéditas de Sherlock Holmes, Sir Arthur Conan Doyle, compilado por Peter Haining, L&PM Pocket
The Ultimate Sherlock Holmes Encyclopedia, Jack Tracy, Gramercy Books

Links

Sherlock Holmes Brasil: site em português dedicado ao famoso detetive e seu criador

The Arthur Conan Doyle Society website: site em inglês sobre o escritor

Um comentário

  1. we are happy,
    amigo!
    O famoso autor inglês Sir Arthur Conan Doyle a escrever seu romance O Mondo Perdido,que descreve um mundo mítico de "homens-macacos"e dinossauros apavprantes que supostamente haviam sobrevivido até os tempos modernos.Hoje,essa parte praticamente inexplorada da Amazônia inclui o magnífico Parque Nacional Noel Kempff Mercado,na Bolívia,que foi declarado Patrimônio Mundial no ano 2000.
    finalmente.visitar esse magnífico lugar aumenta nosso apreço pelo Criador e pela beleza e diversidade da vida que ele colocou no planeta Terra.O SALMO 104:declara:"Quantos são os teus trabalhos,ó Jeová!A todos eles fizestes em sabedoria.Aterra está cheia das tuas prodções."Realmente,conforme se vê este "mundo perdido"sentimos um desejo quase que instintivo de andar com cuidado,apreciar a beleza e não levar nada para casa a não ser as fotos nas nossas câmeras e as lembraças no nosso coração.

Comentários estão fechados.