Sebastian Lacroix

12/01/2009

Um vampiro francês, membro do clã Ventrue, Lacroix é o Príncipe de Los Angeles e líder da Camarilla local. Tendo mais de 180 anos, ele serviu sob as ordens de Napoleão Bonaparte, atualmente é o presidente da Lacroix Foundation, habitando a cobertura de sua Venture Tower, no centro de L.A. Há muito anos ele é caçado pelos membros da Sociedade dos Leopoldos e seu inimigo mais insistente é Grünfeld Bach que tem uma rixa pessoal com LaCroix e fará de tudo para destruí-lo.

O personagem Sebastian LaCroix também existe na série de RPG Vampiro a Máscara (Vampire The Masquerade).  Pouco se sabe dele a não ser que morreu diablerizado, em 2004, em Los Angeles. Ele teria sido militar e de fato lutou nas guerras napoleônicas. Depois de ter escapado da batalha de Waterloo abandonou a carreira militar e dedicou-se aos negócios. Em 1919, foi abraçado por Lucien LaCroix e tornou-se um vampiro influente em Paris, contudo por desavenças políticas acabou deixando a Europa e em 1939 chegou a Los Angeles onde se estabeleceu até de fato ser destruído em uma guerra com os anarquistas em que teria sido diablerizado. A guerra faz parte da Gehenna. O resto é lenda.

Principe LaCroix

O nome não tem nada a ver com costureiro francês. Trata-se de uma homenagem ao poderoso vampiro Lucien LaCroix, do seriado de detetive, Forever Knight, de 1989, exibido pela CBS. Na série o personagem Lacroix (um vampiro antiqüíssimo e poderoso) era vivido por Nigel Bennett.

Ver mais em QUEM É LACROIX

 

Postado por Beatrix | Arquivado em Curiosidades, Geral, NPCs | 1 Comment »

 

Máscara

04/11/2008

 

O título do jogo não é à toa, pois a Máscara é algo muito importante para a sobrevivência dos vampiros atuais. Para quem não está habituado com o jogo de mesa "Vampiro A Mascara", podemos dizer que se trata de um conjunto de pequenas regras impostas pela Camarilla para os vampiros, entre elas, está a regra de jamais se revelar para um humano. Esse conceito está muito bem representado no jogo e você não pode, por exemplo, sugar o sangue de suas vítimas alimentando-se no meio da rua para recarregar as suas forças, tudo deve ser feito da forma mais discreta possível.

Ao quebrar a Máscara (desobedecer a uma dessas leis que são bem explicadas no começo da história) você comete uma falta grave com a Camarilla. A Máscara é a lei da discrição que mantém desconhecida a existência dos vampiros pela humanidade. Violações da Máscara irão ocasionar emboscadas de humanos caçadores de vampiros, e escárnio, desprezo ou pior vindo de seus amigos Cainitas.

Na segunda ou terceira quebra da máscara o personagem passa a ser perseguido por caçadores de vampiros nas cidades em que estiver. Toda atitude que expõe os segredos vampíricos aos mortais constitui quebra da Máscara. Por isso cuidado ao se alimentar em locais públicos. O uso de certas disciplinas em público também pode levar a quebra da máscara.

No caso dos nosferatus, expor-se de forma ostensiva também pode provocar quebra da máscara, devido ao aspecto horrendo dos membros do clã. Entretanto, no jogo a margem de segurança de exposição dos nosferatus é muito maior e tolerante que o jogo de mesa.

Algumas missões durante o jogo podem regenerar a máscara. Se tiver cometido alguma falta fique atento a elas, pois pode ser sua única chance. Entretanto é bom tomar cuidado, pois também há missões que dependendo da forma como forem feitas também podem causar a quebra da máscara.

Se as cinco máscaras forem quebradas o jogador perde o jogo automaticamente. Logo a seguir, é mostrada uma sequência do personagem sendo levado ao tribunal (o mesmo do início do jogo), onde ele será decapitado e sofrerá a morte final.

 

Postado por Beatrix | Arquivado em Geral, jogando | Comentários desativados em Máscara