Nick Cave and The Bad Seeds – Nocturama

NocturamaExistem músicos que vão envelhecendo e melhorando. Nick Cave é um exemplo fiel disso. Em mais um disco com os Bad Seeds, Cave mostra, mais uma vez, uma classe que vem rendendo discos antológicos há mais de uma década. Para ser mais justo, é difícil destacar um disco em sua extensa carreira que não mereça, no mínimo, o objetivo de bom. Nocturama (lançado em 2003) vai muito mais longe: é outra obra-prima. E para quem gosta de estatísticas, é sua sexta consecutiva.

O que fez de Nick Cave e os Bad Seeds serem tão bons? Uma combinação de coisas, cada vez mais rara na cena roqueira atual: excelentes letras, boas melodias, arranjos sóbrios e a voz de Nick, cada vez mais densa e madura.

Embora alguns o critiquem de estar acomodado e repetindo velhas fórmulas, Cave continua oferecendo a mesma qualidade, fazendo valer a velha máxima do futebol que “em time que está vencendo não se mexe”.

Cave continua falando de amor, de Deus, de sofrimento, de pecado. São poucos compositores atuais que sabem explorar tantos campos com tanta competência. E quem está acima deles são apenas nomes lendários como Bob Dylan, Leonard Cohen, Van Morrison e Lou Reed (que está devendo um grande disco há mais de uma década).

Por isso, a abertura com “Wonderful Life” nos remete aos climas de No More Shall We Part, seu disco anterior. Talvez o maior “hit” seja “Bring It On”, um dos grandes momentos. E na faixa final, “Babe, I’m On Fire”, nos faz lembrar de momentos de “Mercy Seat”, um dos seus clássicos dos anos oitenta. Em seus quase 15 minutos e cantada e tocada de maneira alucinada, tensa, violenta, Cave mostra que chegar à maturidade não significa necessariamente sentar ao seu piano e apenas contemplar o mundo complacentemente.

Um grande disco assim como toda sua obra. É ouvir e correr atrás dos outros discos, que ainda são encontrados por aí.

Faixas

1 – Wonderful Life
2 – He Wants You
3 – Right out of Your Hand
4 – Bring It On
5 – Dead Man in My Bed
6 – Still in Love
7 – There Is a Town
8 – Rock of Gibraltar
9 – She Passed by My Window
10 – Babe, I’m On Fire

por Rubens Leme da Costa