A disciplina do amor – Lygia Fagundes Telles

Foi na França, durante a Segunda Grande guerra: um jovem tinha um cachorro que todos os dias, pontualmente, ia esperá-lo voltar do trabalho. Postava-se na esquina, um pouco antes das seis da tarde. Assim que via o dono, ia correndo ao seu encontro e na maior alegria acompanhava-o com seu passinho saltitante de volta à casa. A vila inteira já conhcecia o cachorro e as pessoas que passavam faziam-lhe festinhas e ele correspondia, chegava até a correr todo animado atrás dos mais íntimos. Para logo voltar atento ao seu posto e ali ficar sentado até o momento em que seu dono apontava lá longe.


Mas eu avisei que o tempo era de guerra, o jovem foi convocado. Pensa que o cachorro deixou de esperá-lo? Continuou a ir diariamente até a esquina, fixo o olhar naquele único ponto, a orelha em pé, atenta ao menor ruído que oudesse indicar a presença do dono bem-amado. Assim que anoitecia, ele voltava para casa e levava sua vida normal de cachorro, até chegar o dia seguinte. Então, disciplinadamente, como se tivesse um relógio preso à pata, voltava ao posto de espera. O jovem morreu num bombardeio mas no pequeno coração do cachorro não morreu a esperança. Quiseram prendê-lo, distraí-lo. Tudo em vão. Quando ia chegando aquela hora ele disparava para o compromisso assumido, todos os dias.

Todos os dias, com o passar dos anos (a memória dos homens!) as pessoas foram se esquecendo do jovem soldado que não voltou. Casou-se a noiva com um  primo. os familiares voltaram-se para outros familiares. Os amigos para outros amigos. Só o cachorro já velhíssimo (era jovem quando o jovem partiu) continuou a esperá-lo na sua esquina.

As pessoas estranhavam, mas quem esse cachorro está esperando?…Uma tarde (era inverno) ele lá ficou, o focinho voltado para aquela direção.


Lygia Fagundes Telles. A disciplinas do amor.

39 comments

  1. Esse conto me lembra a história de Hachi, se não me engano é assim que escreve. Quem não conhece, procure a história no wikipedia ou então assista a filme Sempre ao seu lado.

  2. Achei muito incrivel esse texto mas cachorro ama verdadeiramente seu dono !! mais isso acontece até na vida real!!

  3. Eu havia lido esta historia ha muitos anos atras,no tempo do colegio ainda…E nunca me esqueci,de tao intensa e linda!!!!Mas nem sabia quem era o autor.a cerca de 2 anos,foi feito o filme,assim que li a sinopse,lembrei da historia…É impossivel os olhos nao marejarem…

  4. eu achei uma historia muito comovente por saber que um cachorro pode ter um amor tao grande por um um grande amigo o ser humano., e impossivel nao ter uma lagrima nos olhos

  5. Eu não tenho palavras para descrever como essa história me emocionou! Para mim, essa é uma das melhores histórias curtas que eu já l! Me emocionou mesmo mas eu já tinha lido essa história na minha apostila do Pedro! Para que não entendeu o final o cachorro morre esperando o dono!

  6. Hoje fiz uma prova que tinha este texto, achei muito bonito e emocionante que resolvi baixá-lo da internet.Parabéns para a autora melhor conto que ja vi ate hj.

  7. eu amei esse texto no meu livro desse ano tem! eu achei uma hostoria mt boa! mt sucesso lygia na sua carreira!

  8. Nossa,adoro de mais essa história! A primeira vez que li,foi na escola na 4ª série. Guardei-o até hoje! Oh saudade!

  9. A vida nos ensina ao ler este texto que por mais que temos a raiva e tantos outros sentimentos que tentam sufocar o mais sublime sentimento, o amor é eterno mesmo que seja em pouca quantidade ele sempre estará em nossos humildes corações.

  10. Nossa, até chorei quando li este texto, é por este e outros motivos que amo tanto cachorros. Acredito serem dentre os animais existentes (racionais e irracionais)os mais fiéis de todos.
    A primeira vez que mantive contato com este texto eu ainda cursava a 5ª série do Ensino Fundamental, foi o professor Ramiro quem nos deu em uma de suas provas de Língua Portuguesa. Muito bonito mesmo!

  11. gostei muito pena que só os animais tem esse amor eterno e sincero pelo homem, gostaria que o mundo sentisse oque os animais sentem um amor puro e verdadeiro, por mais que a gente brigue e maltrate nossos animais eles sempre estão ao nosso redor para buscar e dar carinho e amor.

  12. Esse texto e muito lindo e tocante.ja conhecia esse conto ja faz alguns anos mas depois esqueci.agora,resolvi reler essa historia maravilhosa de fidelidade e esperança.
    mas eu tenho uma duvida:ouvi dizer que esse conto e baseado numa historia real.alguem pode confirmar para mim?
    abraçosss

  13. Não sei se a história é baseada em fatos reais, mas que ela nos faz lembrar do filme "Pra sempre ao seu lado" faz.
    Amei sou muito emotiva! Amo as obras de Lygia Fagundes Telles.

  14. Ain muito lindo esse conto,me fez lembrar do filme "sempre ao seu lado" do cachorro Hati que mesmo o seu dono morto,ele esperava no mesmo lugar e no mesmo horário sempre com esperanças de seu dono voltar para casa,fato real que até hoje no mesmo lugar que ele ficava fizeram uma estátua 🙂

  15. O Conto É Lindo , O Final É Mais Lindo Ainda e É emprecionante Um Cachorro Ter Uma Atitude Maguinifica Igual a Essa .. Amei Parabéns Pela Belíssima História ( Conto ) #Lygia !

Comentários estão fechados.