Origem de uma jovem Viana

Origem de uma jovem Viana

Aravis Almara Zelenko Viana (1448 – …)

Filha de Rubens Viana (1422 – 1456) e Natali Zelenko de Viana (1428 – 1464), Aravis Almara era uma jovem romani de dezesseis anos que nasceu e cresceu no condado de Provence, na cidade de Aix. Ela vivia com seus pais, Rubens Viana e Natali Zelenko de Viana. Ela perdeu o pai muito cedo, e a mãe faleceu quando ela havia acabado de completar quinze anos.

O pai de Aravis tinha espírito aventureiro e sua ambição era conhecer e visitar terras distantes. Ele alimentava seus sonhos através do trabalho de mercador e por isso estava sempre viajando.

Ele faleceu durante sua segunda expedição a Alexandria, quando planejava visitar o Templo de Seleucos. O guia que acompanhava a expedição morreu durante a noite, picado por uma serpente venenosa. Sem o guia o grupo perdeu-se e acabou perecendo em meio ao deserto. Apenas três membros da expedição ao templo foram capazes de retornar. Infelizmente, o pai de Aravis não estava entre eles. Aravis perdeu o pai quando ela tinha oito anos de idade.

Read the rest of this entry

Textos Aristotélicos – Hagiografia do Arcanjo São Gabriel 

Textos Aristotélicos – Hagiografia do Arcanjo São Gabriel 

Para os fieis aristotélicos que sempre quiseram saber sobre os misteriosos e enigmáticos sonhos com o Arcanjo São Gabriel se fazendo de escada e proclamando Viva o Qué-Bec livre. Da próxima vez que o arcanjo perguntar se entendeste, certamente agora vais poder responder que sim.

Basicamente, Qué-Bec era o nome do barco que São Gabriel usou para salvar os justos que haviam em Oanylone. Para impedir que eles embarcassem, Levitã, o Príncipe demônio da Ira, atirou uma trave contra o barco. Como era muito forte, São Gabriel ofereceu seu próprio corpo para que um marinheiro o usasse como escada e assim pudesse subir, remover a trave e desse modo os justos pudessem embarcar no Qué-Bec. Assim, foi que Arcanjo ajudou a libertar o Qué-bec. Foi quando os fieis gritaram “Viva o Qué-Bec livre!”. Em homenagem a esse acontecimento, o Arcanjo da Temperança costuma visitar as pessoas em sonhos, ofertando escadas de presente, dizendo “Este é o meu corpo” e em seguida voa e grita “Entendeste?”. Em alguns sonhos ele voa e grita “Viva o Quebeque livre!” Se quiser sonhar com o Arcanjo Gabriel, é bom ser assíduo nas missas da sua paróquia. Ele costuma abençoar os fieis ofertando a dita escada.

Agora você já sabe o motivo.

Conheça a história completa do Arcanjo da Temperança da Igreja Aristotélica agora.

Read the rest of this entry

Guia de influência

Guia de influência

Influência é um dado para medir a reputação positiva de um personagem. É a medida do peso simbólico que uma pessoa representa perante a sociedade. A influência de um personagem é calculada a partir de alguns parâmetros IG. Estes podem ser cargos, títulos e posições IG ou posses materiais que tragam algum tipo de influência e que são revertidos em uma pontuação.

É importante destacar que os cargos contabilizados para  o cálculo de influência são apenas aqueles IG. Os pontos de influência produzidos por alguns cargos são retroativos (contabilizados a partir de 11 de setembro de 2013).

Os pontos de influência servem basicamente para aumentar o ranking de um determinado clã familiar, uma vez que os pontos de influência dos seus diversos membros são somados para atribuir ao clã uma pontuação.

Read the rest of this entry

Guia de estudos universitários da Via Menor da Ciência 

Guia de estudos universitários da Via Menor da Ciência 

    • A Via Menor da Ciência, de todas as Vias, é a segunda mais exigente em termos de estudos universitários, uma vez que em primeiro está a Via Maior da Igreja pois requer um investimento considerável de tempo e a evolução dos conhecimentos é um pouco complexa.

 

    • Existem 4 áreas nos estudos da Via Menor da Ciência:

Read the rest of this entry

Poema para a fiandeira Beatrix

Poema para a fiandeira Beatrix

 

Enredei-me em teus fios vermelhos
ai de mim, quem vem me tirar
Fiandeira enrola os novelos
Pra este pobre homem soltar

Fiandeira, formosa e mesurada
pele branca tal qual o luar
Amarraste teus fios, ó malvada
De teu corpo ao meu triste olhar

Teus fios ruivos deixam-me entregue
Tua pele me põe a arder
E por mais que esta chama eu renegue
Fiandeira, queimo por você.

Por anônimo