Origem de uma jovem Viana

Origem de uma jovem Viana

Aravis Almara Zelenko Viana (1448 – …)

Filha de Rubens Viana (1422 – 1456) e Natali Zelenko de Viana (1428 – 1464), Aravis Almara era uma jovem romani de dezesseis anos que nasceu e cresceu no condado de Provence, na cidade de Aix. Ela vivia com seus pais, Rubens Viana e Natali Zelenko de Viana. Ela perdeu o pai muito cedo, e a mãe faleceu quando ela havia acabado de completar quinze anos.

O pai de Aravis tinha espírito aventureiro e sua ambição era conhecer e visitar terras distantes. Ele alimentava seus sonhos através do trabalho de mercador e por isso estava sempre viajando.

Ele faleceu durante sua segunda expedição a Alexandria, quando planejava visitar o Templo de Seleucos. O guia que acompanhava a expedição morreu durante a noite, picado por uma serpente venenosa. Sem o guia o grupo perdeu-se e acabou perecendo em meio ao deserto. Apenas três membros da expedição ao templo foram capazes de retornar. Infelizmente, o pai de Aravis não estava entre eles. Aravis perdeu o pai quando ela tinha oito anos de idade.

A mãe de Aravis morreu quando ela completou quinze anos. Ela adoeceu de gripe durante o inverno e veio a falecer.

Depois de guardar o tempo do luto da morte de sua mãe, ela decidira viajar para Portugal e conhecer seus demais parentes da família Viana, que era a família do seu lado paterno. Os parentes maternos de Aravis eram romanis e viviam em Królestwo Polskie, mas ela não tinha muito contato com eles.

Ainda que lhe fosse importante esse contato com sua família portuguesa, ela não desejava durante sua estadia em Portugal, descuidar-se dos estudos e prejudicar o cronograma que montara. Desse modo, ela acabou se inscrevendo no Seminário Menor de Viana do Castelo.

Ela lera muito sobre a região, e estava ansiosa para conhecer Portugal e as coisas que seu pai lhe contara quando criança.